Milton Mendes elogia o elenco em vitória e destaca atuação do prata da casa Warley


Milton Mendes elogia o elenco em vitória e destaca atuação do prata da casa Warley

A primeira vitória do Santa Cruz contra o Náutico no ano de 2019 acontece no primeiro Clássico das Emoções disputado por Milton Mendes em seu retorno ao Arruda. Após o jogo, o treinador elogiou bastante o desempenho da equipe, que sob seu comando chega aos cinco jogos sem perder e consolida arrancada que levou o Tricolor do G4 para a vice-liderança da Terceira Divisão.

“Ganhar é sempre bom. Empatar também, se estamos fora de casa e for interessante buscar pontos. Estamos trabalhando numa equipe que é grande, na divisão que está. Muita gente fala em sorte, mas só passamos a ter maior sorte depois que trabalhamos duas, três horas a mais por dia. Uma série de coisas faz com que a equipe esteja num momento como esse. O sonho tenho sempre comigo, em tudo que eu faço. Sonhar grande e sonhar pequeno dá o mesmo trabalho. Por isso, temos que sonhar grande”, contou Milton. 

Sobre o jogo, o treinador considerou seu time merecedor da vitória obtida no Arruda, na noite deste sábado. Ele colocou ainda que apesar do Santa Cruz ter obtido o gol em uma infelicidade do zagueiro Fernando Lombardi, que em um passe errado armou jogada para a definição de Pipico, o Tricolor venceria a partida pelas ações desenvolvidas ao longo do jogo. 

“Um clássico é sempre muito difícil. As equipes do Dal Pozzo são duras, mas estávamos jogando em casa e sabíamos que haviam condições de assumir a responsabilidade. Eles chegaram no nosso gol apenas aos 30 minutos. Mas não tínhamos um 'push' para incomodar mais. A equipe cresceu um pouco mais no segundo tempo, rodamos mais o campo deles. O gol coroou nosso desempenho, tentamos chutes de fora da área, jogadas ensaiadas. De um jeito, a bola iria entrar. Parabéns aos atletas, ao clube.”

Warley
O treinador também atribuiu essa melhoria de desempenho no segundo tempo a entrada de Warley. O prata da casa coral foi acionado ainda no intervalo e teve função importante no crescimento do volume de jogo tricolor na etapa final. 

“O menino nos dá uma segurança de que ele pode corresponder, mesmo sabendo que está aparecendo agora. Temos de haver cuidado com ele, com o Elias. A expectativa é grande para entrar e resolver. Mas eu pedi para o Warley ser feliz, repetir o que faz no treino. Tem velocidade, tem o drible, veio nos dar uma forma diferente de jogar. Ele fez coisas interessantíssimas e estou muito feliz com ele, mas tem que ser ter cabeça e não empolgar, pois assim eu terei olhos para ele.”

 
Managing dreams, managing winners. We play together!
    www.prontosite.com.br